Todo processo administrativo se inicia com o planejamento. Este é o momento em que se estabelece os objetivos e procedimentos que serão adotados pela empresa e seus colaboradores. Para se obter o tão desejado sucesso, o administrador deve procurar identificar a filosofia que mais se adequa ao ambiente e a estrutura da empresa, devendo também se procurar com futuras mudanças e planos para mitigar problemas que surgirão. Segundo Pasquale (2012) o planejamento pode ser definido como “processo de elaborar o plano, que é o documento escrito: portanto, planejamento é a ação, enquanto o plano é o resultado”, ou seja, o plano pode ser considerado como a expressão de uma ideia ou pensamento em algo físico.

Deve-se atentar para os tipos de planejamento em que esse deve elaborar: O estratégico – que aborda a organização como um todo; o tático – que aborda cada setor separadamente e; o operacional – que cada operação realizada individualmente.

É necessário compreender que o planejamento não elimina os riscos, porém é uma ferramenta essencial que ajuda no processo de identificação dos problemas organizacionais antes que eles possam causar sérios prejuízos a empresa no geral.

O planejamento ocorre em todos os tipos de atividades desde as mais simplificadas até as mais complexas. Entretanto em qualquer um desses casos o planejamento pode ser mudado, devido a interferências externas, novas tecnologias, aprimoramento dos processos etc. Por isso é muito importante a constante necessidade de análise e revisão daquilo que vem sendo executado pela empresa.

Por fim deve-se destacar a principal que o planejamento bem conduzido traz a empresa o principal elemento que todas as organizações almejam: Maximização dos lucros e redução dos custos. Sendo assim, podemos concluir que o investimento em um bom plano para o seu negócio é essencial, além de contribuir em médio e longo prazo para o crescimento das pequenas e médias empresas. 

Mateus Oliveira – Planejamento